quarta-feira, 5 de abril de 2017
Ficar meia hora pensando e tentando entender o que está acontecendo é a pior coisa que se pode imaginar, faziam meses que minha cabeça não trabalhava tanto em pensamentos negativos, faziam meses que minha cabeça não doía por conta de assuntos desse tipo. Estar do outro lado da moeda não é fácil, agora vejo o que já causei, meu Deus, o que eu fazia com a cabeça, judiação.

Adiquirir a liberdade que já muito sonhei é lindo, quantos textos por aqui já não disse isso? Quantas vezes o heterônimo Abigail foi citada com sua própria vida, própria casa e voltava para o interior algumas vezes em alguns meses. Está quase assim, eu disse Quase. Ainda não é capital, ainda não é completamente sozinha, mas o sinônimo de liberdade está presente, o amadurecimento é real oficial, ual, crescemos!

Velha Estampa existe desde quando uma menina de 13 anos descobriu sua escritora favorita, essa tal de Bruna que despertou um sentimento de amadurecimento e liberdade insano no coração da garota, além da paixão pela capital e o desejo de realizar sonhos, e desde então, a menina não pára!

Realmente a vida virou uma bagunça só. Em meio de amores errados, decisões erradas, mudança de curso da faculdade, muitas coisas aconteceram, ruins, boas, ótimas, decepcionantes e impossíveis. A gente pode mudar, mas os sonhos ficam guardados em algum lugar, bem lá no fundo mais ele fica, e uma coisa é certa, nada é tão grande quanto nossos sonhos, e quando eles se realizam aí que você não quer parar mesmo, realmente, eles só crescem. Muitas coisas da vida não são planejadas, muitas mesmo! Mas quando acontecem, meu Deus, como é incrível. Sempre fui assim, sonhava, batalhava e quando se realizava ia para o próximo, enfim, até para o SPFW eu fui.

Depois disso, não quis parar, realizei o meu sonho mais impossível, então esse era um aviso para não desistir de tudo aquilo que estava na capa do meu caderno verde, velho, de folhas gastas, com milhões de textos sobre um ensino médio ruim, onde muitos não acreditavam na capacidade que a aluna mediana tinha. Olha onde ela está, em uma multinacional, criando um blog de moda, conhecendo pessoas de um ramo que muitos diziam impossível, já imaginou escutar de um professor universitário que era impossível algo se realizar e em menos de uma semana conseguir? Pois é. Além disso, tendo uma vida própria, na sua casa, com alguns novos amigos, mas na sua casa, digo de novo, em uma cidade, sozinha, como uma vez já escreveu, mas só falta o metrô, mas isso daqui uns anos (ou até meses) pode fazer parte também, até porque o que mais mora dentro de mim são os sonhos, e não quero parar, na verdade se eu parar, alguns, aqueles que amo, vão me dar um empurrão e dizer que me carregam até lá.

Sim, já falei muito de mim, nunca fiz isso por aqui, alguns vão dizer: E o amor? Ah! Ele está aqui, quando existe esse sentimento forte o acrescentamos em todos os planos, em todos os sonhos, em todos os projetos, ele caminha junto, tem altos, baixos e tortos, mas ele tudo suporta, e cresce junto com a maturidade que a gente adquire durante os anos, não existe um esquecimento, apenas crescimento, e a tendência é aumentar, assim espero, assim sonho, assim planejo e assim almejo.

Este pode ser meu último desabafo, em primeira pessoa mesmo, guardarei os textos como minha vida, vou ler e pensar o quanto realizei sonhos e cresci, amadureci e lembrar das situações que me fizeram escrever. Velha Estampa vai me acompanhar para me formar na faculdade, este nome faz parte da minha vida, foram sete anos de contos, desabafos e Abigail. Agora uma nova fase, mas deixar de escrever jamais, só que o caderno vellho verde vai voltar, mas com outros desenhos na capa, assim espero.

Até breve.

Lari.F


0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas