sexta-feira, 9 de setembro de 2016
Acho que certas coisas devemos guardar bem no fundo dos nossos corações. Às vezes, ou melhor, muitas vezes não sabemos o que a vida reserva, mas quando percebe você está lá e o buraco é mais fundo do que imaginou.

Eu adoro criar histórias, Abigail é minha personagem favorita, ruiva, descolada, paulista nata, ama pegar o metrô diariamente e faz de sua vida uma festa, trabalha com o que sonha e tem dias incríveis. Não posso chama-la de heterônimo, conto sempre em 3ª pessoa, do singular, claro. Mas podemos fazer diferente hoje, sem Abigail, somente eu, sem nomes, idades e datas, apenas desabafos, apenas versos da vida, apenas sonhos líricos.

Sabe aquelas coisas que queremos escrever num papel, colocar em uma garrafa e deixar o mar levar para ver quem vai ler, torcendo para que o destino leve à pessoa certa? Então, hoje isso poderia acontecer, mas não é tão fácil assim. Fazem mais ou menos 2 meses que Deus não me dá escolhas, só manda seguir em frente, eu não estava entendendo, até que hoje percebi que Ele queria ver até que ponto eu poderia aguentar, e sinceramente: Cheguei no meu limite.

O dia a dia é recheado de surpresas, pessoas, momentos, basta nós classificarmos como mais ou menos importante, muitas vezes valorizamos tanto algo que esquecemos do que está em nossa volta, muitas vezes nos prendemos em algo e esquecemos o que a vida quer mostrar cada vez mais a liberdade que adquirimos. Ah a liberdade, hoje em dia estou achando ela mais importante que o amor, apenas são pontos de vista, e o meu? Está bem aberto por sinal.

Acabamos focando tanto em uma coisa que não percebemos o quanto estamos afundando, o buraco só vai aumentando, e você continua cavando, mas não vê por qual caminho está passando, só vai cavando e cavando, quando percebe está complicado sair e se gritar ninguém vai te escutar, 
literalmente os sentimentos são assim também, não é nada inofensivo e pega os despreparados.

Apenas PARE, OLHE E RESPIRE, perceba o que está acontecendo em sua volta, em sua vida, não fique no buraco cavando algo que nunca vai chegar, não é desistir, mas sim perceber o que está acontecendo, nem tudo é como queremos ou sonhamos. Deus nos dá escolhas, às vezes quer ver até onde podemos chegar, mas não se esqueça que a hora de largar a pá e parar de cavar vai chegar, não vale a pena continuar em algo que não desenvolve, não muda, não desenrola, é um atraso, um atraso do seu tempo de ser livre.


Lari.F

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas