segunda-feira, 14 de dezembro de 2015
Imagem de girl, nature, and grunge

Chega uma hora que eu tenho uma canseira... Uma canseira de explicações, uma canseira das mesmas respostas, uma canseira de atitudes e também uma canseira de mim, sim de mim mesma. A resposta para isso está no cotidiano, ao entrar em redes sociais, por dia você deve ver pelo menos dez pessoas postando frases de mudanças e novas metas, principalmente quando estamos em dezembro e daqui uns dias um novo ano irá começar. E olha, cansa tentar mudar e não conseguir, cansa você ficar tentando mudar e as pessoas falando que está diferente, cansa, somente cansa.
Tentar a mudança é uma coisa, mas fazer a mudança é completamente diferente. Ah meu caro, as pessoas vão ficar perguntando o por quê da maioria das suas "novas" atitudes, as pessoas perguntarão do seu novo timbre de voz, perguntarão das suas novas roupas, do novo cabelo, e da nova foto que postou no facebook. Além de falarem que está estranho, seu olhar está vago e que parece triste. Mas não, você está formando um novo "eu" a prova de balas, uma nova mente para grandes descobertas, uma nova etapa para grandes aventuras, um novo olhar para o mundo, uma nova arte para seu corpo, um novo caminho para os sonhos, e um novo plano para segui-los.
Já me disseram que as nossas costas são largas e podemos usá-las como escudo para aqueles que falam em nossa mente, mas certas pessoas não aguentam tantas palavras, muitas delas são fortes e grandes demais para as costas de uma pessoa com 1,60 de altura.
O principal ponto da mudança é a força, aquela famosa frase "O que não mata te deixa mais forte", muitos acham ridículo escrever algo do tipo, mas mal sabem que é pura verdade. Você aí deve encontrar forças de lugares inimagináveis. As palavras das pessoas não devem causar efeito em nossa mente.
Pensar somente em nós mesmos, não é um ato egoísta e sim algo que nos faz crescer, mentalmente, espiritualmente, amorosamente, e socialmente. A partir do momento que criamos nossa própria vida e começarmos a vive-la sem nos preocupar com o que vem após, com o que vão dizer. Não falar "eu posso" e sim "eu vou", não pensar "e se" e sim "vou fazer".
Assistir um pôr-do-sol na praia, fazer uma viagem com amor, tirar fotos incríveis, escrever textos em um caderno velho, ocupar a mente decorando músicas lindas, ver arranha-céus em uma avenida movimentada, nos aventurar acompanhados de amor. Ah, o amor! Se importe com as pequenas coisas que nos fazem mudar, são elas que realmente vão importar quando você realmente começar a viver sua própria vida, e as vezes nem precisará sair de casa para fazer isso.
Lari.F
"Seja a mudança que quer ver no Mundo". Gandhi

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas