terça-feira, 29 de setembro de 2015
São 365 dias mais três meses, isso mais ou menos ficam 456 dias, estou certa? Ou sou ruim de maremática mesmo? Bem, enfim, hoje é um dos dias mais especiais que o mês pode ter. Há exatamente um ano e três meses atrás eu mal sabia que iríamos comemorar os dias vinte nove, estava tudo sólido, o sentimento forte, mas tínhamos uma coisa na cabeça que ninguém tirava. E a amizade? Ah tenho medo de te perder, coisas de amigos, mas acho que o convite de um almoço meio que reforçou o que já queríamos mas admitir estava fora dos planos... Ah, e falando em planos, aquele de namorar acho que demoraria mais um pouco... Ou não. Vai saber o que uma coisa chamada destino reservava.
Você sempre me fala "Escreve no blog, gosto dos seus textos", pois é, hoje resolvi fazer um texto diferente, um diretamente para você, não só apenas pegar momentos e sentimentos que sinto quando estou com você e criar histórias. Ah, e as fotos do instagram, bem, vamos mudar as vezes né? haha
Sabe, o amor é uma coisa doida, a gente sente ele mesmo antes de saber que está dentro de nós. Nos sentimos fracos mas ao mesmo tempo fortes, queremos agarrar o mundo, mas de mãos dadas com a pessoa que amamos, nos planos e sonhos já são acrescentados mais dois braços e duas pernas, a gente sabe que nunca está sozinho, temos protetores, amantes, amigos, melhores amigos, companheiros de loucuras, companheiros de sonhos, nós acabamos sonhando junto com a pessoa amada, ficamos felizes e acabamos pegando até algumas manias, ou ficamos fanáticos pelo time do coração (kk)... O amor é uma parceria, com muito carinho e dedicação.
Muitas vezes já escrevi dizendo algumas coisas repetidas, mas que são verdadeiras, pois eu sou sortuda em ter o amor ao meu lado, é surreal, nunca amei tanto como agora. Temos a sorte de um amor tranquilo, cheio de risos e parcerias envolvidas, hoje em dia certas coisas são difíceis, temos a sorte de ter um ao outro.
Ah, meu amor, eu ainda não agradeci, por tudo o que a vida me proporcionou e você estava junto, por conselhos, puxões de orelha e palavras para me acalmar, todas as vezes que enxugou minhas lágrimas e disse que existem coisas lindas, ou também quando deitei em seu ombro, ou aquele abraço apertado dizendo que tudo iria ficar bem.
Sei que a vida ainda porporcionará mais momentos incríveis, ainda estamos no começo, ainda tem Nova York, ou a Venezuela? Ah, não sei.
"Amo-te assim, porque não sei amar de outra maneira."
Eu te amo. #15
Larissa.

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas