segunda-feira, 22 de setembro de 2014
Incrível como apenas dois dias passam voando, assim como o frio por aqui; incrível como dois dias passam voando como o chuvisco do começo de primavera. Datas não são importantes, muito menos quando se escreve sem música.
Não imagino o quanto minhas palavras podem causar impacto, mas eu gosto que tenham mais de um significado. Já se passam das dez e mal escrevo um parágrafo completo, o que há ? Nem eu sei. Apenas escuto o barulho da chuva lá fora e crio meu mundo aqui dentro, aquele perfeito onde dois dias se transformam em trezentos e sessenta e cinco, ou cinco se transformam em um.
Céu azul, garota estranha e uma janela de ônibus, ultimamente elas me inspiram, tenho um sério problema de não saber esperar, não sei se isso pode me atrapalhar nessa vida,,,Mas essa noite eu não sei de nada, vou fechar os olhos para ver se passa, quero ver luzes coloridas e o vento soprando rosas amarelas, bem, podem ser cor-de-rosa também, Estou me sentindo livre para formar o rosto do amor com luzes coloridas, gosto de lembrar o sorriso mais bonito, o olhar mais angelical, e o toque mais suave.
Estou com uma vontade de voar pra não muito longe, pois o amor sabe onde me levar, Me sinto livre essa noite com luzes coloridas ao meu redor, meu peito está cheio de lágrimas, não consigo dormir, mas elas vão passar pois não existe um motivo ao certo de estarem aqui, não existe mesmo, não gosto de usar exclamações, mas hoje quem disse que não?!
As luzes estão mais fortes, mostram-me algo mais lindo ainda, são como mágica. Fico pensando, como o tempo passa rápido, como fazemos para um momento parar?! Não preciso disfarçar certas coisas, elas estampam meu gosto, e neste momento meu sorriso vai de rosto à rosto, o que eu mais queria nessa noite chuvosa e escura seria que as luzes coloridas me levassem para ao lado de lábios vermelhos e dentes que deixam marcas na minha bochecha. Incrível como um brilho nos olhos podem nos conquistar, na verdade fazem poucas horas que voltei para o meu mundo, as vezes podem me achar louca, mas eu não ligo, gosto disso, ninguém precisa ser completamente certo nessa hora.
Eu não gosto de prometer certas coisas, porque dizem que promessas muito sérias correm o risco de não serem cumpridas, por isso transformo as minhas em pequenas com um sentido forte. Já escrevi minhas listas de promessas, mas vou parar de prometer, pois o amor já é uma promessa maior por toda uma vida, formada de luzes coloridas.
Lari.F

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas