domingo, 6 de outubro de 2013
As vezes nós estamos naqueles dias... Não são esses que você acabou de pensar, mas sim aqueles, aqueles que não queremos sair da cama de tanto chorar, ou andar na rua e cair de tanta fraqueza. O ser humano sente saudades, o ser humano sente o amor, sente a dor e sente o sonho, mas o sonho de que? Uns de se mandar pra outra cidade e reescrever a sua história, e uns, bem, apenas querem ficar na cama relembrando tudo o qeu se passou por toda uma vida.
Penso eu, que as pessoas apenas fogem da realidade quando o coração fica confuso, quando o coração aperta e algo lá de dentro se remexe, uma ferida do passado, talvez, ou pode ter acontecido há alguns meses, eu não entendo o por quê de quando tudo está lindo e colorido, vêm alguém sempre ofuscando a felicidade e suga minhas forças, esse efeito é constragedor, e fico trêmula toda vez, me sinto fraca.
Existe o orgulho de que quando nos machucamos não queremos perdão, pois nosso coração está em cacos, mas aí passam meses, ou até mesmo anos, nós descobrimos a real essência de tudo.. Tudo mesmo, sejá do amor, ou da dor, percebemos as histórias e ensinamentos, o significado ou um sinônimo, que seja, as coisas não se apagam, elas ficam ofuscadas, escondidas e mal compreendidas, sentimos uma dor irreparável, e aí nosso subconsciente derrama as lágrimas, o por quê de tudo isso? Pergunta para o seu coração, ele não vai te responder? Olhe pra frente a sua resposta está ali... É sim na tela do seu celular, ou no mural de fotos, no livro favorito, ou naquela folha amarelada que pegou no outono passado para usar de marca páginas.

Lari F

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas