domingo, 13 de outubro de 2013
E eu digo novamente que na vida tudo acontece, durante um mês, ou até mesmo um ano, vidas, sonhos e objetivos podem se transformar em segundos...
Ela estava prestes a deixar sua cidade natal rumo à faculdade, com um olhar no futuro  e como iria sobreviver em uma metrópole e outro na realidade do interior e tudo o deixaria para trás, por um minuto escutou os avisos na rodoviária dizendo que seu ônibus iria se atrasar por meia hora, e o que podia fazer? Voltar para casa, ou esperar ali mesmo? O tempo parou e tudo voltou em sua mente.
Treze de outubro de dois mil e quatorze, as pessoas pararam de andar e as coisas voltam na cabeça, rasuras feitas na mente tornam-se reais, e por um instante tudo é transformado em lágrimas.
Como Valentina poderia deixar tudo aquilo, bem nem ela sabia, tudo estava na cabeça alto como um rugido, um rugido, a vontade de atirar tudo no fogo e sair gritanto, estava deixando o amor de sua vida, a família e tudo o que construiu, pois sonhar bem, em qualquer lugar podemos.
Passaram se algumas horas e ela percebeu que não seriam apenas trinta minutos de espera e sim algumas eternidades. Não sei você, mas quando a mente pára, as coisas passam a ter mais cor, e nossas "viagens" ficam interessantes e fora do comum, nosso olhar fixa em um só ambiente, e as pessoas passam a te reperar como se tivesse de cabelo laranja ou azul, estranho, para uma garota de blusa marrom, botas e um chapéu preto.
Valentina resolveu ligar para seus pais e avisar que estava parada em uma rodoviária do interior esperando seu ônibus, sentada num banco de madeira que era da mesma cor de sua blusa, imaginando tudo o que estava deixando para trás e se compensava largar todos os planos de amor e sonhos sobre uma vida feliz, bem e na verdade ela, eu, você sabíamos que não, mas quem nunca insistiu em algo fora do padrão sabendo que o melhor estava ao seus olhos, infelizmente essas causas são chamadas de lei da vida, e ifelizmente são colocadas em prática quando menos esperamos.
O fato de simples ir embora estava cada vez mais longe, ela não queria, espera, seu coração, e já sua cabeça estava nos planos e objetivos conquistados, mas não existe tudo isso sem amor, sem alguém ao lado, sem quem mais amamos, sem quem mas desejamos, sem quem, mais...Mais...Mais, bem, quermos ao nosso lado para sempre, pois criamos conto de fadas em nossa cabeça, é instantâneo cada um ter um livro de capa amarela, rosa ou azul na mente somente esperando o apontador elétrico terminar de deixar a ponta do lápis "afiada" para que a história continue sendo escrita.
Seja em qual lugar for, onde estiver amor, existirá futuro e onde existir sonhos, existeirá sonhos, e onde existir sonhos, ah meu caro ! Existirá sonhos, você já sabe Valentina largou suas malas e foi correndo atrás e seu verdadeiro...Sonho.

Lari F

0 comentários:

A Blogueira

A Blogueira
Estudante de jornalismo,20 anos.Tenho uma paixão por romances, Paris, cor de rosa e morangos. Gosto de dias nublados e arranha-céus ... Apenas leia meus sonhos líricos.

Visitas

Instagram

Curta no Facebook

Twitter

Followers

Translate

Larissa Figueira. Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas